Pesquise no Grupo AVPH
loading...

As Aves do Terror

Aves do Terror - AVPH

   As Aves do terror eram enormes aves predadoras terrestres (incapazes de voar) que viveram entre 62 e 2,0 milho?s de anos atrás durante o Cenozoico.
   Surgiram após a extinção dos dinossauros, devido a ausência de predadores de grande porte, assumindo de forma fantástica o papel de grandes predadores como os dinossauros terópodes (tiranossauro, espinossauro, etc.).
   Possuíam de médio a grande porte, que poderia variar entre 3,0 a 0,5 metros de altura, eram dotados de bicos enormes, curvados como os de aves de rapinas atuais e bem afiados, especialmente desenvolvidos para rasgar carnes, suas pernas eram fortes e ágeis, proporcionando enorme velocidade durante a corrida podendo alcançar 48 km/h, suas asas eram pouco desenvolvidas, incapazes de se quer auxiliar em saltos, sendo mais parecidas com braços do que azas e em determinadas espécies, as asas possuíam até grandes garras.
   As aves do terror estão agrupadas em duas ordens (Cariamiformes e Gastornithiformes) que se classificam em duas famílias (Phorusrhacidae e Gastornithidae).
   Os Phorusrharcídeos se originaram na América do Sul e migraram para o norte durante o "Grande Intercâmbio Americano" que ocorreu há 3,0 milhões de anos atrás, no final do Mioceno e Plioceno. Neste intercâmbio, eles foram os únicos predadores de grande porte sul-americanos conhecidos a migrarem para o norte. Apesar de vários espécimes possuírem grande porte, em geral eles tinham estruturas mais leves e esguias que os Gastornitídeos. Essa família de Aves do terror pode até mesmo ter conseguido migrar para a África, com o gênero Lavocatavis descoberto recentemente na Argélia. Seus parentes mais próximos na atualidade são consideradas as Seriemas sul-americanas, que possuem cerca de 0,80 metros de altura.


Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Cariamiformes
Família: Phorusrhacidae
Subfamília: Brontornithinae
Gêneros:
- Brontornis
- Paraphysornis

Paraphysornis brasiliensis
- Physornis
Subfamília: Phorusrhacinae
Gêneros:
- Devincenzia
- Kelenken

Kelenken guillermoi
- Phorusrhacos

Phorusrhacos longissimus
- Titanis

Titanis walleri
Subfamília: Patagornithinae
Gêneros:
- Patagornis
- Andrewsornis
- Andalgalornis
Subfamília: Psilopterinae
Gêneros:
- Eleutherornis
- Psilopterus
- Procariama
- Paleopsilopterus
Subfamília: Mesembriornithinae
Gênero:
- Llallawavis
- Mesembriornis


   Os Gastornitídeos é uma família extinta de aves que viveram na América do Norte, Ásia e Europa no início do período Paleogeno (Paleoceno Superior ao Eoceno Médio). Se caracterizam por serem aves muito grandes e robustas, possuindo um bico enorme, pernas fortes, porém com uma agilidade reduzida. Apesar de serem aves muito parecidas com os Phorusrharcídeos, não apresentam grau de parentescos próximos, acredita-se que seus parentes mais próximos na atualidade sejam os Anseriformes. Teorias atuais supõem que essas aves fossem onívoras, aceitando também vegetais em sua dieta alimentar, contrariamente ao que se acreditava, que elas eram estritamente carnívoras.

Ordem: Gastornithiformes
Família: Gastornithidae
Gêneros:
- Gastornis
         
Gastornis giganteus(Diatryma gigantea)              Gastornis sarasini         

- Omorhamphus
Omorhamphus storchii (provável sinônimo de Gastornis giganteus)
- Zhongyuanus
Zhongyuanus xichuanensis


Referências:
- Alexander Suh et al. (2011-08-23). "Mesozoic retroposons reveal parrots as the closest living relatives of passerine birds". Nature Communications.
- Alvarenga, Herculano M.F.; Höfling, Elizabeth (2003). "Systematic revision of the Phorusrhacidae (Aves: Ralliformes)". Papéis Avulsos de Zoologia.
- Ameghino, F (1889). "Contribuición al conocimiento de los mamíferos fósiles de la República Argentina". Actas Academia Nacional Ciencias de Córdoba (in Spanish) 6: 1–1028.
- Baskin, J. A. (1995). "The giant flightless bird Titanis walleri (Aves: Phorusrhacidae) from the Pleistocene coastal plain of South Texas". Journal of Vertebrate Paleontology 15.
- Ben Creisler, "Phorusrhacos “wrinkle bearer (jaw)”: Etymology and Meaning", Dinosaur Mailing List, http://dml.cmnh.org/2012Jun/msg00306.html.
- Bertelli, Sara; Chiappe, Luis M; Tambussi, Claudia (2007). "A New Phorusrhacid (Aves: Cariamae) from the Middle Miocene of Patagonia, Argentina". Journal of Vertebrate Paleontology.
- Blanco, R. E.; Jones, W. W. (2005). "Terror birds on the run: a mechanical model to estimate its maximum running speed". Proceedings of the Royal Society B 272.
- Brodkorb, P. (1967) Catalogue of Fossil Birds: Part 3 (Ralliformes, Ichthyornithiformes, Charadriiformes). Bulletin of the Florida State Museum.
- Hackett, Shannon J.; et al. (2008-06-27). "A Phylogenomic Study of Birds Reveals Their Evolutionary History". Science.
- MacFadden, Bruce J.; Labs-Hochstein, Joann; Hulbert, Richard C.; Baskin, Jon A. (2007). "Revised age of the late Neogene terror bird (Titanis) in North America during the Great American Interchange" (PDF). Geology.
- Mayr, Gerald (2005-04-15). "Old World phorusrhacids (Aves, Phorusrhacidae): a new look at Strigogyps ("Aenigmavis") sapea (Peters 1987)" (abstract). PaleoBios.
- Mlíkovský, J. (2002) Birds of the World, Part 1: Europe. Ninox Press, Prague.
- Mourer-Chauviré, C. et al. (2011) A Phororhacoid bird from the Eocene of Africa. Naturwissenschaften.
Mustoe, G. Tucker, D. & Kemplin, K. (2012) Giant Eocene bird footprints from northwest Washington, USA. Palaeontology.
- Wetmore, A. (1933) Bird Remains from the Eocene of Wyoming. Condor.
- Witmer, L. & Rose, K. (1991) Biomechanics of the jaw apparatus of the gigantic Eocene bird Diatryma; implications for diet and mode of life. Paleobiology.



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.