Pesquise no Grupo AVPH
    Faça uma Doação R$5,00

Caiuajara

Caiuajara - AVPH Caiuajara - AVPH Caiuajara - AVPH Caiuajara - AVPH Caiuajara - AVPH

    O Caiuajara (Caiuajara dobruskii) cujo o nome faz referência ao grupo geológico Caiuá e "dobruskii" em homenagem a Alexandre Dobruski e seu filho João Gustavo Dobruski que encontraram os fósseis. Essa espécie viveu há aproximadamente 85 milhões de anos atrás durante o período Cretáceo no Brasil.

   Diversos fósseis foram encontrados no mesmo local e eles mostraram que essa espécie poderia atingir envergaduras entre os 0,65 e os 2,35 metros. Essa enorme quantidade de fósseis encontradas no mesmo local, sugere que deveriam viver em colônias compostas por centenas de indivíduos. Estudos desses fósseis revelaram serem de uma mesma espécie e de diversas idades. Possuíam uma enorme crista em formato de barbatana de tubarão na parte de cima da cabeça e um grande bico desdentado, sendo a ponta da cabeça fortemente orientada para baixo, em 142 a 149 ° em relação ao maxilar superior. Foi a primeira espécie de pterossauro a ser encontrada no sul do país.

   Estudos sobre esta espécie mostram que é relativamente próxima aos Tapejarídeos (Grupo dos pterossauros similares ao gênero Tapejara), sendo considerada uma espécie "irmã" dos Tupandactylus. Deveriam habitar uma região formada por desertos e composta por dunas, onde estavam sempre a beira de oásis em meio aos desertos, como acredita-se que seja o local onde foram encontrados os diversos restos fósseis reunidos. Estudos sobre taxas de crescimento mostraram que quando os jovens atingiam cerca de 65 centímetros de envergadura, já possuíam as mesma proporções corporais dos adultos (envergadura versus tamanho do corpo, comprimento de ossos, etc) e estariam aptos a voar da mesma forma. Não foram encontrados dimorfismos sexuais na crista entre os espécimes.

   Foram encontrados cerca de 47 fósseis dessa espécie na formação Goio-Erê próximo a cidade de Cruzeiro do Oeste no sul do estado do Paraná e foram datados do Cenomaniano. Os fósseis foram encontrados em 1971 pelos trabalhadores Alexandre Dobruski e seu filho João Gustavo Dobruski e em 2011 o achado chamou a atenção dos paleontólogos Paulo Cesar Manzing e Luiz Carlos Weinschütz da Universidade do Contestado (UNC) e por Alexander Kellner da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que iniciaram a descrição da espécie em 2014. O estudo foi publicado na revista online Public Library of Science ONE. O holotipo (CP.V 1449) foi encontrado em arenito de idade incerta, estimado com idade entre Cenomaniano-Campaniano (cerca de 85 milhões de anos atrás). A maior parte dos fósseis foi enviada para a coleção de fósseis do Centro Paleontológico da Universidade do Contestado.

Dados do Pterossauro:
Nome: Caiuajara
Nome Científico: Caiuajara dobruskii
Época: Cretáceo
Local onde viveu: Brasil
Peso: Cerca de 8,0 quilogramas
Tamanho: 2,35 metros de envergadura
Alimentação: Carnívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Pterosauria
Família: Tapejaridae
Gênero: Caiuajara
Espécie: Caiuajara dobruskii Manzig et al., 2014.

Paleoarte:
- Masato Hattori
- Maurílio Oliveira
- Marcos Paulo

Referências:
- Manzig, P.C.; Kellner, A.W.A.; Weinschütz, L.C.; Fragoso, C.E.; Vega, C.S.; Guimarães, G.B.; Godoy, L.C.; Liccardo, A.; Ricetti, J.H.C.; Moura, C.C. (2014). "Discovery of a Rare Pterosaur Bone Bed in a Cretaceous Desert with Insights on Ontogeny and Behavior of Flying Reptiles". PLoS ONE 9 (8): e100005 pp. Doi:10.1371/journal.pone.0100005.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.