Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Tartaruga de Rodrigues

cylindraspis peltastes - AVPH Tartaruga de Rodrigues - AVPH cylindraspis peltastes - AVPH
    A Tartaruga de Rodrigues habitava a Ilha de Rodrigues, pertencente ao grupo de Ilhas Mascarenhas, no qual fazem parte também as ilhas Maurício e Reunião. A Ilha Rodrigues está localizada a 1500 km a leste da costa de Madagascar, no Oceano Indico, a 560 km a leste da ilha de Maurício. Com uma área de 109 km2.
   Era a menor das duas espécies de tartarugas que habitavam a ilha. Podiam atingir cerca de 46 centímetros de comprimento e pesava aproximadamente 35 quilogramas (Norte-Coombes,1994; Cheke e Hume, 2008; Day, 1981). Sua carapaça possuía formato arredondado, similar há um "domo" ou cúpula. Vivam em grandes grupos animais que pastavam vegetação rasteira (Day, 1981). Se alimentavam também Se alimentavam de folhas e sementes caídas das árvores (Julien Tafforet, 1726), sendo que outros relatos mencionam preferência por frutos caídos de Palmeiras Latan (Latania verschaffeltii (François Leguat,1707 and Abbé Pingré, 1763). Ilustrações realizadas na época em que os animais ainda estavam vivos descrevem estes comportamentos.
   Esta ilha foi descoberta em 1528 por um explorador português chamado Diogo Rodrigues, neste período a população de tartarugas terrestres era enorme (Austin & Arnold, 2001). Após a descoberta marinheiros e piratas começaram a caçar as tartarugas da ilha em enormes quantidades para encher os porões dos navios com esse alimento que sobrevivia por quase 4 meses sem comer e nem beber e fornecia uma boa quantidade de carne fresca e de qualidade durante muito tempo. Em seguida foi colonizada por franceses em 1691 e abandonada em 1693. Em 1708 foi publicado um diário de um náufrago huguenote, François Leguat, que relatava grandes bandos de até 3.000 tartarugas presentes na Ilha de Rodrigues, esse relatório despertou a atenção da Marinha francesa e britânica para as ilhas (Van den Hoek Ostende, 1999).
   Em 1691-93, François Leguat escreveu: "Nós vimos diversos animais na ilha, ratos, lagartos e tartarugas terrestres. Eles existem de diferentes tamanhos. Eu vi um que pesava cerca de 45 quilogramas e tinha carne suficiente para alimentar um bom número de homens. Esta carne é muito boa e o gosto é semelhante a carne de carneiro, porém é mais saborosa. A gordura é extremamente branca e nunca congela nem sobe em seu estômago, pode comer o quanto quiser dela. Nós todos concordamos que é melhor do que a melhor manteiga na Europa. Se aplicada em si mesmo, o óleo é um excelente remédio para doenças, resfriados, cólicas e outros. O fígado do animal é extraordinariamente saboroso, tão delicioso que se pode carregar seu molho e utilizá-lo em outros alimentos. Os ossos destas tartarugas são pesados. Eu quero dizer que eles não têm tutano dentro. Cada um sabe que estes animais em geral são nascidos de ovos. As tartarugas fêmeas enterram eles em areia e cobrem eles em seguida, para que possam ser chocados. A casca deles é suave e a substância de dentro é boa para se comer. Há uma abundância de tartarugas terrestres nesta ilha que às vezes você pode ver dois ou três mil deles juntos, de modo que se pode ver até um por cima do outro, as vezes a´te sem colocar os pés no chão. Eles se reúnem a noite em lugares escuros e se deitam no chão perto uns dos outros, dando a impressão que o local foi pavimentado com eles. Há uma coisa muito estranha entre eles, pois eles sempre colocam sentinelas, a alguma distância da tropa, nos quatro cantos do campo, os sentinelas dão as costas para o grupo e ficam com os seus olhos atentos, como se estivessem olhando no relógio. Isso nós temos sempre observado eles fazerem e esse mistério parece ser a mais difícil de ser compreendido, pois essas criaturas são incapazes de se defender ou fugir"(Leguat, 1707; Cheke e Hume, 2008).
   Em 1735 foi estabelecido um porto marítimo francês e nessa época a ocupação da ilha já influenciava fortemente o estilo de vida das tartarugas terrestres, em desenhos realizados na época, já se via a presença de animais invasores. Em 1761, Abbé Pingre escreveu: "A tartaruga não é um animal bonito, mas é o mais útil dos que encontramos em Rodrigues. Nos três meses e meio que eu passei na ilha, não comemos nada de outra coisa, foi apenas sopa de tartaruga, tartaruga frita, ensopado de tartaruga, almondega de carne tartaruga, ovos de tartaruga, fígado de tartaruga (estes foram a melhor das nossas guloseimas). Esta carne me parecia tão boa no último dia tando como no primeiro dia, eu não gostei muito dos ovos, mas o fígado parecia-me a parte mais deliciosa do animal. Depois de cinco semanas de estadia eu era atacado por disenteria que guardei segredo, apenas contei para o cirurgião da ilha para curar-me. A base de dieta e descanso, me curei em poucos dias, mas acabei adquirindo uma extraordinária repugnância para o fígado das tartarugas, que eu tinha gostado tanto até então. Será portanto, que devo considerá-lo como a causa da minha indisposição ? A gordura das tartarugas é muito abundante e não congela, sendo conhecido como óleo de tartaruga. Este óleo não tinha gosto ruim, era muito saudável e nós utilizávamos ele em nossas saladas, usávamos na frigideira e em todos os nossos molhos. As Tartarugas de Rodrigues possuem cerca de 42 centímetros de comprimento, antes elas eram maiores, mas não são mais, não tem dado tempo para crescer mais. Quando um grande é encontrado, ela é chamada de Carrosse. Estes carrosses não podem machucar um homem acordado, embora tenham às vezes mordido alguns. A suas carapaças nos serviram como cestas para transportar ostras e para disposições similares. A carne destas tartarugas é da cor da carne de carneiro e aproxima-se do gosto também"(pingre, 1763;. Cheke e Hume,2008).
   Em 1795, Philibert Marragon, nomeado agente civil pelas autoridades de Maurício escreveu: "As tartarugas antes tão comum parecem estar desaparecendo completamente. Em mais de um ano desde que cheguei aqui eu só vi dois e aqueles em desfiladeiros quase inacessíveis. Trata-se de uma grande vergonha, tornar esta terra totalmente desprovida de carne. Felizmente tartarugas marinhas fornecem ovos durante o período de postura, que dura 6-7 meses, [Eretmochelys imbricata] elas possuem carne, mas não é tão bom quanto as tartarugas terrestres. Eu tenho dificuldade em acreditar que os gatos estejam contribuído para a destruição de tartarugas, cavando seus ovos ou comendo os filhotes" (Cheke e Hume, 2008). A ilha foi conquistada pela Inglaterra em 1809 e só conseguiu sua independência em 1967.
    Essa espécie de tartaruga terrestre foi considerada extinta em 1800, sendo a caça excessiva, alteração do habitat diretamente pelo homem e a introdução de predadores e de espécies competitivas, os principais motivos citados como as causas prováveis de extinção desta espécie (World Conservation Monitoring Centre, 1996). Sendo os últimos relatos de duas tartarugas que foram encontradas no fundo de uma ravina em 1795 (Austin & Arnold, 2001; Van den Hoek Ostende, 1999) e uma indicação positiva da sobrevivência veio de um relatório de Philibert Marragon em 1802, onde ele mencionou que queimadas feitas por escravos em arbustos e plantas jovens expuseram animais mortos". Através de restos de animais encontrados foram feita as reconstruções da espécie.
    Se acredita que esta espécie tenha se originado de outras espécies de tartarugas vindas das Ilhas Maurício ou Reunião, que por suas vez tivessem descentes vindos de Madagascar (Austin &Arnold, 2001). Uma carapaça denominada de Testudo peltastes (MNHN 7831) é mantido no Museu Nacional d'Histoire Naturelle em Paris, França. O Museu de História Nacional de Londres, Inglaterra, tem um subfóssil, uma carapaça (BMNH 2.000,51), dois plastrões também subfóssil (BMNH 2.000,52 e BMNH 2000,53) e um osso subfóssil (BMNH 92.6.5.1) (Austin, Arnold e Bour, 2002). Alguns espécimes estão até preservados em álcool.
    Várias medidas foram tomadas para tentar conservar a população de Tartarugas de Rodrigues. A Companhia das Índias Orientais francesa decretou que as Tartarugas do conjunto de Ilhas de Maurício só poderia ser explorada das pequenas ilhas ao norte. Quando Mahé de Labourdonnais tornou-se governador geral de as Ilhas Maurícias e Reunião, ele ordenou uma investigação sobre o a exploração excessiva das Tartarugas da ilha. Entretanto, ele descobriu que suas próprias tropas eram os culpados (Van den Hoek Ostende, 1999). Devido a sua longevidade ainda se procura animais desta espécie em zoológicos particulares, que possam ter sido confundidos com outras espécies de tartarugas, pois acredita-se que esses animais podem viver quase 150 anos.

Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga de Rodrigues
Nome Científico: Cylindraspis peltastes
Época: Holoceno
Local onde viveu: Ilha de Rodrigues
Peso: Cerca de 35 quilogramas
Tamanho: 46 centímetros de comprimento
Alimentação: Herbívora

b>Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Família: Testudinidae
Gênero: Cylindrapis
Espécie: Cylindrapis peltastes (Dumeril & Bibron, 1835)

Sinônimos:
- Testudo rotunda onnini and Latreille, 1801 (partim, nomen dubium).
- Testudo peltastes Dumeril & Bibron, 1835.
- Geochelone peltastes Dumeril & Bibron, 1835.

Paleoarte:
- AVPH.

Referências:
- Anders G.J. Rhodin, Scott Thomson, Georgios L. Georgalis, Hans-Volker Karl, Igor G. Danilov, Akio Takahashi, Marcelo S. de la Fuente, Jason R. Bourque, Massimo Delfino, Roger Bour, John B. Iverson, H. Bradley Shaffer, Peter Paul van Dijk, "Turtles and Tortoises of the World During the Rise and Global Spread of Humanity: First Checklist and Review of Extinct Pleistocene and Holocene Chelonians", Chelonian Research Monographs (ISSN 1088-7105) No. 5, doi:10.3854/crm.5.000e.fossil. checklist.v1. 2015.
- World Conservation Monitoring Centre (1996). "Cylindraspis peltastes". IUCN Red List of Threatened Species. Version 2010.4. International Union for Conservation of Nature.
- Fritz Uwe; Peter Havaš (2007). "Checklist of Chelonians of the World". Vertebrate Zoology 57 (2): 278. ISSN 18640-5755. Archived from the original on 2010-12-17.



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.