Pesquise no Grupo AVPH
    Faça uma Doação R$5,00

Espinossauro

Espinossauro - AVPH Espinossauro - AVPH Espinossauro - AVPH Espinossauro - AVPH
Espinossauro - AVPH Espinossauro - AVPH

    O Espinossauro (Spinosaurus aegipticus) cujo nome significa "Lagarto espinho" viveu há aproximadamente entre 112 a 97 milhões de anos atrás durante o início do período Cretáceo (Albiano até o Cenomaniano) no norte da África.

   Era a mais comprida espécie de dinossauro terópode que se conhece, sendo mais comprido até que o Tiranossauro rex e o Giganotossauro, chegando a medir cerca de 17 metros de comprimento, 6 metros de altura e pesar 8 toneladas.

   Diferenciava-se dos outros dinossauros por possuir uma espécie de "vela" nas costas, que era formada por prolongamentos das vértebras da coluna que mediam cerca de 1,65 metros de comprimento e eram cobertas de pele. Segundo os cientistas elas auxiliavam na captação de calor, ao ser exposto a luz do sol, dando-lhe a vantagem de ser mais ágil que os outros répteis. Outro possível uso para a "vela" seria para se mostrar, aparentar ser maior, mais agressivo aos possíveis adversários, ou então mais atrativo as fêmeas. Esse animal possuía as tradicionais características de outros grandes predadores terrestres, como pernas fortes, boca e dentes enormes, porém seus dentes eram retos e não curvados como os de outros grandes terópodes, que juntamente com seu crânio estreito e comprido, similar aos dos crocodilos atuais, evidenciam uma alimentação voltada para a pesca de grandes peixes. Seus braços eram grandes e fortes, auxiliando no momento de agarrar suas presas.

   Os fósseis do Espinossauro, que era um enorme dinossauro terópode, foram encontrados em 1912 no Egito e foram descritos pelo Paleontólogo Alemão Ernst Stromer em 1915, porém esses restos foram destruídos quando a cidade de Munique, onde se encontravam os fósseis, foi bombardeada em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial. Há alguns anos atrás Sasso e seus colegas conseguiram analisar mais algumas peças restantes: dois pedaços da região frontal do crânio, bem mais avantajados que os fósseis conhecidos da espécie até então. Ambos os exemplares mencionados vieram do Marrocos.

Provável som que ele emitia:

Dados do Dinossauro:
Nome: Espinossauro
Nome Científico: Spinosaurus aegipticus
Época : Cretáceo
Local em que viveu: Norte da África
Peso: Cerca de 8 toneladas
Tamanho: 17 metros de comprimento e 6 metros de altura
Alimentação: Carnívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Família: Spinosauridae
Subfamília: Spinosaurinae
Gênero: Spinosaurus
Espécie: Spinosaurus aegyptiacus (Stromer, 1915)

Sinônimo:
- Spinosaurus maroccanus (Russell, 1996)
- Sigilmassasaurus brevicollis (Russell, 1996)

Paleoarte:
- Jin Kyeom Kim

Referências:
- Dal Sasso, C.; Maganuco, S.; Buffetaut, E.; and Mendez, M.A. (2005). "New information on the skull of the enigmatic theropod Spinosaurus, with remarks on its sizes and affinities". Journal of Vertebrate Paleontology.
- Therrien, F.; and Henderson, D.M. (2007). "My theropod is bigger than yours...or not: estimating body size from skull length in theropods". Journal of Vertebrate Paleontology.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.