Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Pycnonemossauro


    O Pycnonemossauro (Pycnonemosaurus nevesi) cujo nome significa "lagarto da mata densa", onde pycnos tem origem no Grego e significa "denso ou grosso", nemus tem origem no Latim e significa "vegetação ou floresta" e saurus também tem origem no Grego, significando "réptil ou lagarto", fazendo alusão ao nome Mato Grosso. O nome específico é uma homenagem ao falecido advogado Iedo Batista Neves. Esta espécie viveu há aproximadamente 70 milhões de anos atrás no final do período Cretáceo Superior (Maastrichtiano), no estado do Mato Grosso, Brasil.

    Era um dinossauro carnívoro terópode Abelissaurídeo. Esse grupo inclui diversos representantes do Cretáceo da Argentina, Madagascar e Índia, tais como Carnotaurus, Abelisaurus, Skorpiovenator, Aucasaurus, Rugops e Majungasaurus. Chegavam a medir cerca de 7,0 a 9,0 metros de comprimento e 3,0 a 4,0 metros de altura, pesando quase 2 toneladas. Possuíam crânios curtos e altos, que favorecia uma mordida potente, necessária para perfurar as grossas couraças de suas presas. Vivam provavelmente em pequenos grupos familiares, compostos pelo casal e filhotes jovens. Provavelmente se alimentava de dinossauros maiores que ele, como saurópodes, entre eles o Maxakalisaurus topai e Trigonosaurus pricei, que viveram na mesma região.

    Seus restos fósseis (Holótipo DGM 859-R) compostos apenas fragmentos, incluindo 5 dentes isolados, partes de 7 vértebras caudais, a parte distal de um púbis direito, uma tíbia direita e a articulação distal da fíbula direita, foram descobertos e coletados em 1952 pelo pesquisador Llewellyn Ivor Price na Fazenda Roncador, Formação Adamantina, Bacia Bauru, no estado de Mato Grosso. Foi descrito por Alexander W.A. Kellner e D. A. Campos em 2002,contudo o tamanho do animal é incerto, mas a grande dimensão das vértebras (30 centímetros de altura) sugere que este é um dos maiores dinossauros carnívoros do Brasil. Seus fósseis atualmente fazem parte do acervo do Setor de Paleovertebrados do Departamento de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional, UFRJ.

Dados do dinossauro:
Nome: Pycnonemossauro
Nome Científico: Pycnonemosaurus nevesi
Época: Cretáceo
Local onde viveu: Brasil
Peso: Cerca de 2 toneladas
Tamanho: 9,0 metros de comprimento e 4,0 metros de altura.
Alimentação: Carnívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Família: Abelisauridae
Gênero: Pycnonemosaurus
Espécie: Pycnonemosaurus nevesi, Kellner & Campos, 2002.

Paleoarte:
- Rodolfo Nogueira.

Referências:
- Kellner, A.W.A. and D. A. Campos. 2002. On a theropod dinosaur (Abelisauria) from the continental Cretaceous of Brazil. Arquivos do Museu Nacional Rio de Janeiro 60 (3): pp. 163-170.
- TYKOSKI, D. S. & ROWE, T., 2004. Ceratosauria. In: WEISHAMPEL, D. B.; DODSON, P. & OSMÓLSKA, H. (Eds.) The Dinosauria. 2a. ed. Berkeley: University of California Press, p. 47-70.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.