Tartaruga Gigante da Espanha - Titanochelon bolivari - Atlas Virtual da Pré-História 


    Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Tartaruga Gigante da Espanha

Titanochelon bolivari - AVPH
    A Tartaruga Gigante da Espanha (Titanochelon bolivari) cujo é homenagem ao ilustre entomólogo e diretor do Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid, Ignacio Bolivar, que descobriu o primeiro espécime antes de Hernández e Pacheco. Era uma tartaruga terrestre de enormes proporções que viveu há aproximadamente entre 14,0 a 9,0 milhões anos atrás, durante o Mioceno na Europa, principalmente na Espanha e partes de Portugal.


    Essa tartaruga gigante podia atingir cerca de 1,10 metros de comprimento linear de carapaça ou 1,60 metros de comprimento curvilíneo de carapaça, 0,84 metros de largura e podia pesar cerca de 260 quilogramas. Os machos eram maiores que as fêmeas e ambos podiam viver quase 300 anos.

    Se alimentavam de folhas, frutas, flores, cactos, raízes, sementes e até carniça, aproveitando todo o tipo de alimento que encontravam. Como a maioria das tartarugas terrestres gigantes continentais, esta espécie também possuía um casco de espessura mais grossa que as atuais tartarugas gigantes que habitam ilhas, pois ao contrário delas, nos continentes era necessário se defender de enormes predadores (felinos, ursos, cães, entre outros). Está característica elevava significativamente o peso total que a tartaruga deveria carregar, exigindo assim, uma estrutura muscular e óssea mais robustas e por consequência um animal mais pesado e forte que os gigantes existentes atualmente, que são habitantes de ilhas.

    Seus fósseis compostos por diversos restos de carapaças entre outros ossos, foram descobertos por J. Royo Gómez em 1935, no Arévalo, Província de Avila, na Espanha e foram descritos por E. Hernández Pacheco. Em 2014 Perez Garcia e Vlachos redescobriram e descreveram novamente o material que era considerado perdido. Estão atualmente no Museu de Geologia da Universidade de Salamanca, na Espanha (MGUS 2414).

Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga Gigante da Espanha
Nome Científico: Titanochelon bolivari
Época: Mioceno
Local em que viveu: Europa
Peso: Cerca de 260 quilogramas
Tamanho: 1,10 metros de comprimento linear de carapaça
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Família: Testudinidae
Gênero: Titanochelon
Espécie: Titanochelon bolivari (Hernández-Pacheco, 1917a)

Sinônimos:
- Testudo bolivari Hernández-Pacheco, 1917a.
- Testudo richardi Ckhikvadze, 1972.
- Ergilemys bolivar Ckhikvadze, 1972.
- Ergilemys richardi Ckhikvadze, 1972.
- Geochelone (Geochelone) bolivari Auffenberg, 1974.
- Cheirogaster richardi Bourgat & Bour, 1983.
- Cheirogaster bolivari Bourgat & Bour, 1983.
- Centrochelys richardi Chkhikvadze, 1989a.
- Centrochelys bolivari Chkhikvadze, 1989a.

Paleoarte:
- Mauricio Antón.

Referências:
- ADÁN PÉREZ-GARCÍA and EVANGELOS VLACHOS, "New generic proposal for the European Neogene large testudinids (Cryptodira) and the first phylogenetic hypothesis for the medium and large representatives of the European Cenozoic record", Zoological Journal of the Linnean Society, 2014, 172, 653–719. doi: 10.1111/zoj.12183.
- AUFFENBERG, W. (1974): Checklist of fossil land tortoises (Testudinidae). Bull. Florida State Mus.; 18(3); 121-251; Gainesville.
- E. JIMENEZ FUENTES, E. CARBAJOSA TAMARGO, UN MACHO ADULTO DE TORTUGA GIGANTE DEL MIOCENO DE AREVALO (AVILA), STVDIA GEOLOGICA SALMANTICENSIA, XVII, 1982 (21-31).



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.