Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Tartaruga Gigante de Galápagos de Pinta

       A Tartaruga Gigante de Pinta (Chelonoidis abingdonii) era uma espécie de tartaruga de gigante de Galápagos que habitava a Ilha Pinta (Ilha de 59 km² localizada no arquipélago de Galápagos), o último exemplar morreu no Parque Nacional Galápagos (DPNG) em 24/06/2012, pertencente a Estação de Pesquisa Científica Charles Darwin na Ilha de Santa Cruz, Arquipélago de Galápagos, ele era chamado de George ("O Solitário George") e tinha cerca de 100 anos de idade, pesava cerca de 100 quilogramas e media 106 centímetros de carapaça.


       George foi encontrado por um guardião caçador de cabras do Parque Nacional da Ilha de Pinta em 1971, esta foi considerada uma grande surpresa, pois essa espécie foi muito explorada por navios baleeiros como preparativo para as longas viagens pelo Oceano Pacífico, entre os anos de 1833 e 1848 (Townsend 1925; Pritchard 1996) e era considerada extinta desde 1906, quando se acreditava que o biólogo americano Rollo Beck matou os 3 últimos exemplares conhecidos da espécie para estudar o conteúdo de seus estômagos. Desde então foi iniciada uma busca para encontrar uma parceira da mesma espécie para George, contudo não foi encontrada nenhuma na Ilha de Pinta, foram encontrados apenas 15 restos de tartarugas gigantes mortas a bastante tempo, foi oferecida então uma recompensa de US$10.000,00 para quem encontrasse um outro exemplar. George foi levado para o cativeiro na Estação de Conservação Charles Darwin em 1972 e a solução encontrada foi colocar duas fêmeas da espécie Chelonoidis becki, as quais acreditavam ser as parentes mais próximas, por causa da proximidade geográfica. Entretanto George não demonstrou muito interesse pelas fêmeas.

       Estudos atuais demonstraram que a espécie geneticamente mais parecida com George era a Chelonoidis hoodensis que habita a Ilha Espanhola, gerando então um projeto infrutífero para tentar a reprodução com uma fêmea dessa espécie.

       Contrariando as expectativas, que eram de viver até os 150 a 200 anos, George foi encontrado sem vida a caminho de sua fonte de água. Seus restos foram mantidos refrigerados para identificação da causa da morte e a única alternativa agora são estudos para tentar clonar George. Sua morte leva consigo a extinção de toda uma espécie.

       Em 2008 foram encontrados 17 hibridos de C. abingdonii com C. becki no norte da Ilha Isabela, próximo ao vulcão Wolf. Esses hibridos serão parte de um programa de cruzamentos para tentar restaurar a espécie original. A ilha de Pint atambém já está sendo preparada para receber no futuro populações de tartarugas gigantes novamente, a população de cabra foi erradicada da ilha em 2003.

    Para saber mais sobre ela acesse: Tartarugas Gigantes de Galápagos e sobre as outras espécies de Tartarugas Gigantes que habitam Galápagos clique nos nomes dos links abaixo.

Filogenia:

Chelonoidis

Chelonoidis carbonaria (Jabuti piranga)



Chelonoidis denticulata (Jabuti Tinga)




Chelonoidis chilensis (Tartaruga do chaco)




Chelonoidis chathamensis (Tartaruga Gigante de Galápagos de São Cristobal)



Chelonoidis hoodensis (Tartaruga Gigante de Galápagos de Espanhola)



Chelonoidis nigra (Tartaruga Gigante de Galápagos de Floreana)



Chelonoidis abingdonii (Tartaruga Gigante de Galápagos de Pinta)



Chelonoidis sp (Tartaruga Gigante de Galápagos de Santa Fé)



Chelonoidis porteri (Tartaruga Gigante de Galápagos de Santa Cruz)



Chelonoidis duncanensis (Tartaruga Gigante de Galápagos de Pinzón)



Chelonoidis darwini (Tartaruga Gigante de Galápagos de Santiago)



Chelonoidis wallacei (Tartaruga Gigante de Galápagos de Rabida)



Chelonoidis becki (Tartaruga Gigante de Galápagos do Vulcão Wolf)



Chelonoidis vicina (Tartaruga Gigante de Galápagos do Vulcão Cerro Azul)



Chelonoidis microphyes (Tartaruga Gigante de Galápagos do Vulcão Darwin)



Chelonoidis vandenburghi (Tartaruga Gigante de Galápagos do Vulcão Alcedo)



Chelonoidis guntheri (Tartaruga Gigante de Galápagos do Vulcão Sierra Negra)



Chelonoidis phantastica (Tartaruga Gigante de Galápagos de Fernandina)







Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga Gigante de Galápagos de Pinta ou Pinta Giant Tortoise
Nome Científico: Chelonoidis abingdonii
Época: Holoceno
Local onde Vive: Ilha Pinta no Arquipélago de Galápagos
Peso: Cerca de 120 quilos
Tamanho: 1,10 metros de comprimento linear de carapaça
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Família: Testudinidae
Gênero: Chelonoidis
Espécie: Chelonoidis abingdonii, (Günther, 1877).

Sinônimos:
- Testudo ephippium Günther, 1875.
- Testudo abingdonii Günther, 1877.
- Testudo abingdoni Van Denburgh, 1914 (ex errore).
- Testudo elephantopus abingdonii Mertens & Wermuth, 1955.
- Testudo elephantopus ephippium Mertens & Wermuth, 1955.
- Geochelone abingdonii Pritchard, 1967.
- Geochelone elephantopus abingdoni Pritchard, 1967.
- Geochelone elephantopus ephippium Pritchard, 1967.
- Geochelone ephippium Pritchard, 1967.
- Chelonoidis abingdonii Bour, 1980.
- Chelonoidis ephippium Bour, 1980.
- Geochelone elephantopus abingdonii Groombridge, 1982.
- Geochelone abingdoni Fritts, 1983.
- Geochelone epphipium Fritts, 1983 (ex errore).
- Chelonoidis nigra ephippium Pritchard, 1984.
- Chelonoidis elephantopus abingdoni Obst, 1985.
- Chelonoidis elephantopus ephippium Obst, 1985.
- Geochelone nigra abingdoni Stubbs, 1989.
- Chelonoidis nigra abingdonii David, 1994.
- Chelonoidis elephantopus abingdonii Rogner, 1996.
- Chelonoidis nigra abingdonii Bonin, Devaux & Dupré, 1996.
- Chelonoidis nigra abdingdonii Obst, 1996 (ex errore).
- Geochelone abdingdonii Obst, 1996.
- Geochelone nigra abdingdoni Obst, 1996 (ex errore).
- Geochelone nigra ephyppium Caccone, Gibbs, Ketmaier, Suatoni & Powell, 1999 (ex errore).
- Chelonoidis nigra ahingdonii Artner, 2003 (ex errore).
- Chelonoidis abingdoni Joseph-Ouni, 2004.

Referências:
- Anders G.J. Rhodin, Scott Thomson, Georgios L. Georgalis, Hans-Volker Karl, Igor G. Danilov, Akio Takahashi, Marcelo S. de la Fuente, Jason R. Bourque, Massimo Delfino, Roger Bour, John B. Iverson, H. Bradley Shaffer, Peter Paul van Dijk, "Turtles and Tortoises of the World During the Rise and Global Spread of Humanity: First Checklist and Review of Extinct Pleistocene and Holocene Chelonians", Chelonian Research Monographs (ISSN 1088-7105) No. 5, doi:10.3854/crm.5.000e.fossil. checklist.v1. 2015.
- Anders G. J. Rhodin; Peter Paul van Dijk; John B. Iverson; H. Bradley Shaffer: Turtles of the World, 2010 Update: Annotated Checklist of Taxonomy, Synonomy, Distribution, and Conservation Status. Chelonian Research Monographs 5. 2010.
- Dennis M. Hansen; C. Josh Donlan; Christine J. Griffiths; Karl J. Campbell: Ecological history and latent conservation potential: large and giant tortoises as a model for taxon substitutions. Ecography Vol. 33(2) 272–284. 2010.
- Pritchard, P.C.H. 1996. The Galápagos Tortoises: Nomenclatural and Survival Status. Chelonian Research Monographs No. 1, 85 pp.
- P. P. V. DIJKI, J. B. IVERSON, A. G. J. RHODIN, H. B. SHAFFER, R. BOUR. Turtles of the World, 7th Edition: Annotated Checklist of Taxonomy, Synonymy, Distribution with Maps, and Conservation Status. 2014.
- Townsend, C.H. 1925. The Galapagos tortoises in their relation to the whaling industry: a study of old logbooks. Zoologica 4(3):55–135.



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.