Pesquise no Grupo AVPH
    Faça uma Doação R$5,00

Tropeognathus

Tropeognathus - AVPH Tropeognathus - AVPH

    O Tropeognathus cujo nome significa "Mandíbula em forma de quilha" viveu há aproximadamente 110 milhões de anos atrás durante o período Cretáceo no Nordeste brasileiro.
   Era considerado um pterossauro de porte mediano, pois o maior exemplar encontrado media aproximadamente 6 metros de envergadura. Entretanto descobertas recentes, o colocaram entre os maiores pterossauros do mundo ! Segundo anuncio do Museu Nacional da UFRJ, foi encontrado na formação Romualdo, região da Chapada do Araripe, entre os estados do Ceará, Piauí e Pernambuco, o fóssil de um enorme exemplar dessa espécie com estimados 8,5 metros de envergadura e cerca de 70 quilogramas de peso.
   O fóssil, um dos mais completos do mundo, possuía cerca de 60% do esqueleto do pterossauro, incluindo o crânio do animal que estava em bom estado de preservação. A pesquisa sobre a descoberta foi conduzida por paleontólogos do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em parceria com a Universidade Regional do Cariri e o Museu de Ciências da Terra do DNPM (Departamento Nacional de Pesquisa Mineral). O trabalho foi publicado na Academia Brasileira de Ciências. Essa descoberta juntamente com novas reconstruções do animal serão expostas na sala de paleontologia do Museu Nacional da UFRJ.
   Acredita-se que com seus dentes afiados ele se alimentava de peixes nas costas brasileiras utilizando seu " bico " em forma de quilha para captura-los na superfície da água. No começo do período de Cretáceo, os pterossauros pequenos começaram a crescer e atingir tamanhos enormes e o Tropeognathus estava numa posição próxima do topo dessa escala de crescimento.
    Acredita-se que essa crista do Tropeognathus serviria também para fins de acasalamento, tornando-se mais colorida nessa época para impressionar as fêmeas.

Dados do Pterossauro:
Nome: Tropeognathus
Nome Científico: Tropeognathus mesembrinus
Época: Cretáceo
Local onde viveu: Brasil
Peso: Cerca de 70 quilos

Tamanho: 8,5 metros de envergadura
Alimentação: Carnívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Pterosauria
Família: Anhangueridae
Gênero: Tropeognathus
Espécie: Tropeognathus mesembrinus, (Wellnhofer, 1987)

Referências:
- WELLNHOFER, P. (1987). "New crested pterosaurs from the Lower Cretaceous of Brazil". Mitteilungen der Bayerischen staatssammlung für Paläontologie und Historische geologie 27: 175-186.
- KELLNER, A.W.A.; CAMPOS, D.A.; SAYÃO, J.M.; SARAIVA, A.A.F.; RODRIGUES, T.; OLIVEIRA, G.; CRUZ, L.A.; COSTA, F.R.; SILVA, H.P.; FERREIRA, J.S.. (2013). "The largest flying reptile from Gondwana: a new specimen of Tropeognathus cf. T. mesembrinus Wellnhofer, 1987 (Pterodactyloidea, Anhangueridae) and other large pterosaurs from the Romualdo Formation, Lower Cretaceous, Brazil" 85 (1): 113-135.




loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.